Espanha e França se enfrentam pela semifinal da Eurocopa de 2024. O confronto acontece nesta terça-feira, 09 de julho, às 16h (horário de Brasília). E o palco da partida será a Allianz Arena, localizada na cidade de Munique, na Alemanha

Palpite para Espanha x França:

De olho no que temos visto recentemente das seleções, podemos chegar à conclusão de que:

Espanha vence a partida

A Espanha apresentou o melhor futebol da Euro até aqui e também vem embalada por ter eliminado a anfitriã do torneio, a Alemanha. Já a França não está tendo um desempenho tão bom, principalmente porque Mbappé vem deixando um pouco a desejar. Desta forma, o palpite é de uma vitória da Espanha.

Veja como apostar com bônus na semifinal da Euro usando o código bônus Parimatch.

Como a Espanha chega para o jogo

A Espanha, apesar de ter passado pelo grupo da morte, teve o seu maior desafio nas quartas de final, já que enfrentou a seleção da casa, a Alemanha. No fim, em mais uma apresentação que contou com maturidade e frieza, o elenco comandado por Luis De La Fuente superou os anfitriões na prorrogação, mas não terá os titulares Le Normand e Carvajal para as semis.

O duelo contra a Alemanha começou com uma perda importante: Pedri saiu logo aos seis minutos por conta de lesão. Contudo, seu substituto, Dani Olmo, foi o nome do jogo. Aos seis minutos do segundo tempo, ele abriu o placar depois de ótimo passe de Lamine Yamal. Na base do abafa, os alemães conseguiram empatar aos 44 minutos e levaram o jogo para o tempo extra.

Na prorrogação, o jogo ficou mais estudado e tinha toda a cara que ia para as penalidades. Porém, o meia do RB Leipzig acertou um cruzamento preciso na cabeça de Mikel Merino, que colocou sua seleção à frente faltando um minuto para o fim da partida.

Como a França chega para o jogo

Enquanto isso, a França também teve uma parada dura nas quartas de final, onde enfrentou a forte seleção de Portugal. No duelo, os franceses ficaram menos com a bola, mas tiveram um número parecido de chances de gol.

No final, foi outro jogo bastante equilibrado e o 0 a 0 persistiu durante os 90 minutos iniciais, mais os 30 minutos da prorrogação e a decisão ficou para as penalidades máximas. Nas cobranças, a França converteu todas as suas e, como Portugal perdeu uma com João Félix, o elenco de Didier Deschamps ficou com a vaga para as semis.