Problema antigo

A vitória do Flamengo por 4 a 0 sobre o Boavista teve um sabor especial para Pedro, autor de um dos gols, que mesmo assim saiu vaiado ao deixar o gramado.

Apesar de ser o artilheiro do time na temporada e contar com a confiança do técnico Tite, a presença de Gabigol no elenco complica o cenário para o camisa 9 Rubro-Negro.

Você concorda com Casagrande?

Você concorda com Casagrande?

0 PESSOAS JÁ VOTARAM

Walter Casagrande, renomado comentarista, analisou essa disputa interna e seu impacto no ambiente do clube. Para ele, o “problema do Flamengo nos últimos anos é Pedro e Gabigol“.

Casagrande enfatiza que nenhum técnico até agora conseguiu resolver essa situação de forma satisfatória. A pressão de encaixar Pedro e Gabigol no time é constante e afeta o trabalho dos treinadores.

O problema da equipe

“O problema do Flamengo nos últimos anos é Pedro e Gabigol. É esse o grande problema no Flamengo, é esse o grande problema que não deixa o ambiente ficar tranquilo, que não deixa as relações ficarem pacíficas. Os treinadores vão mal porque não conseguem fazer Pedro e Gabriel jogarem bem ou isso impede que o treinador faça um bom trabalho? Qual é a realidade?”, questionou Casão, no UOL Esporte News.

Diante desse impasse, Casagrande sugere uma medida drástica: a negociação de um dos jogadores. Para ele, manter os dois no elenco não tem sido saudável para o ambiente do Flamengo e continuará sendo um problema com qualquer técnico que assuma o comando da equipe.

“Eu entendo que o ambiente, o treinador só terá tranquilidade para trabalhar quando um dos dois estiverem em um outro time. Minha visão é que Pedro e Gabigol no Flamengo pesou, passou do tempo de alguém tentar conseguir interagir e fazer os dois funcionarem. O que fica no banco não está gostando, a torcida toma partido e parece ser para o lado do Gabriel”, disse o comentarista.

Em suma, a disputa entre Pedro e Gabigol representa um grande desafio para o Flamengo, que precisa encontrar uma solução para esse dilema que tem afetado não apenas o desempenho em campo, mas também o ambiente interno do clube.

O que os Fanáticos estão falando?