Levaria para o Wolves

João Gomes, meio-campista revelado pelo Flamengo e atual titular do Wolverhampton, tornou-se não apenas peça chave na equipe inglesa, mas também conquistou a simpatia da torcida.

Em entrevista ao ESPN.com.br, o jogador de 22 anos demonstrou carinho pelo clube brasileiro ao mencionar quem escolheria para levar ao Wolverhampton, caso pudesse, e destacou dois nomes do Flamengo: o meia Arrascaeta e o atacante Pedro.

João Gomes faz falta no Flamengo?

João Gomes faz falta no Flamengo?

0 PESSOAS JÁ VOTARAM

“Eu acho que eu iria escolher dois. Um seria o Pedro e o outro o Arrascaeta. Aqueles caras são gênios. E eu já conheço eles, para mim acho que seria mais fácil de nós encaixarmos aqui e dar continuidade a esse bom trabalho que está sendo desenvolvido aqui”, brincou João Gomes.

Com 13 jogos na atual temporada, sendo titular em 11 deles, João Gomes vive uma excelente fase na Premier League colaborando com a equipe em momentos importantes.

João Gomes no Flamengo

O volante, que recebeu conselhos valiosos durante sua passagem pelo Flamengo, destacou a influência de dois experientes jogadores brasileiros, Filipe Luis e David Luiz, como seus grandes “tutores” na preparação para os desafios na Inglaterra.

“Acho que o que foi mais importante foi eu ter saído de um grande clube em que eu fui extremamente preparado para vir para uma grande competição que é aqui. Acho que eu tive a companhia de vários excelentes jogadores que tiveram êxito aqui, como foi o caso do Filipe Luis e do David Luiz. Então isso foi um fator determinante para mim”, revelou João Gomes.

Além disso, o volante compartilhou uma valiosa lição que David Luiz lhe transmitiu, destacando a importância do posicionamento antes de receber a bola, um aspecto crucial no futebol inglês.

“Eu tive muitos diálogos com o David. E ele me falou algo que é muito importante aqui, que eu não fazia muito no Brasil, que é o meu posicionamento. Antes de eu receber a bola, sabe? Eu preciso estar bem orientado para eu dar continuidade aos passes que eu recebo”, finalizou.

A entrevista evidencia não apenas o sucesso de João Gomes no Wolverhampton, mas também sua gratidão e conexão com suas raízes no Flamengo.

O que dizem os Fanáticos