Vai deixar saudades

O futebol brasileiro está de luto com a notícia do falecimento de Mário Jorge Lobo Zagallo, ocorrido na noite dessa sexta-feira (6), aos 92 anos, no Rio de Janeiro.

Copinha 2024: onde assistir, datas, maior vencedor e mais – Atualizado e Completo

O único craque a participar de quatro conquistas da Copa do Mundo, Zagallo deixou um legado inigualável como comandante da mítica Seleção Brasileira de 1970 e se firmou como um dos maiores nomes na história do esporte no país.

Você considera Zagallo o maior treinador da historia do futebol brasileiro?

Você considera Zagallo o maior treinador da historia do futebol brasileiro?

0 PESSOAS JÁ VOTARAM

A informação foi confirmada pela família através das redes sociais, revelando que o lendário ex-jogador e técnico vinha enfrentando desafios de saúde nos últimos anos. Em setembro de 2023, Zagallo passou cerca de 20 dias hospitalizado devido a uma infecção urinária. Em 26 de dezembro, retornou ao Hospital Barra D’Or, onde veio a falecer na noite dessa sexta-feira (6), vítima de falência múltipla dos órgãos, decorrente da progressão de comorbidades preexistentes.

Conhecido carinhosamente como o “Velho Lobo”, Zagallo deixa um legado familiar, sendo pai de seis filhos: Maria Emília de Castro Zagallo, Paulo Jorge de Castro Zagallo, Mário César Zagallo, Maria Cristina de Castro Zagallo. Sua esposa, Alcina de Castro, com quem compartilhou 57 anos de matrimônio, faleceu em 2012.

Carreira de Zagallo

O ex-jogador iniciou sua carreira como juvenil no América (RJ) em 1948, antes de se transferir para o Flamengo em 1950, onde se destacou como ponta esquerdo habilidoso. Participou da final da Copa de 1950, testemunhando a derrota brasileira para o Uruguai. Sua carreira profissional foi marcada por três títulos consecutivos do Campeonato Carioca entre 1953 e 1955.

Transferindo-se para o Botafogo em 1958, Zagallo vivenciou o auge de sua carreira, formando uma parceria memorável com Nilton Santos, Garrincha e Didi. Bicampeão carioca em 1961 e 1962, do Rio-São Paulo de 1962 e 1964, Zagallo retornou à Seleção para conquistar o bicampeonato da Copa do Mundo em 1962.

Aposentando-se como jogador em 1964, Zagallo iniciou uma carreira vitoriosa como treinador, conquistando a Taça Brasil de 1968 e o bicampeonato carioca. Sua maior conquista ocorreu em 1970, quando comandou a Seleção Brasileira, unindo ícones como Gerson, Rivellino, Jairzinho, Tostão e Pelé, para o tricampeonato da Copa do Mundo.

Além de sua contribuição como treinador nos clubes cariocas, Zagallo teve participação crucial nas conquistas da Copa de 1994 como coordenador técnico e na campanha de 1998, quando a Seleção Brasileira chegou à final, perdendo para a França. Sua influência também se estendeu à Copa de 2006, novamente como coordenador, chegando às quartas de final.

Mário Jorge Lobo Zagallo deixa um vazio no coração dos amantes do futebol brasileiro, mas seu legado será eternamente lembrado e celebrado como parte fundamental da história dourada do esporte no país.

O que os Fanáticos estão falando?