Final Libertadores

Fluminense x Boca Juniors acontece na tarde do próximo sábado (4) para definir quem será o campeão da Conmebol Libertadores e faturar mais de R$ 90 milhões pela conquista das Américas.

A Glória Eterna para o Tricolor das Laranjeiras é inédita, enquanto os argentinos podem se tornar os maiores vencedores do principal torneio organizado no continente americano.

Romário é um dos melhores atacantes que já esteve em atividade.

Romário é identificado com o Fluminense?

Romário é identificado com o Fluminense?

0 PESSOAS JÁ VOTARAM

Em entrevista ao Panorama Esportivo, no jornal O Globo, o Baixinho disparou contra os hermanos e prevê o Fluzão no lugar mais alto do pódio para comemorar a Libertadores.

“Quem deve levar (o troféu) é o Fluminense. Argentino que se f***, esses filhos da p***. É isso, e, Boca, vai tomar no c***”, disparou o ex-atleta na entrevista que gerou polêmica.

Motivo de escolher o Fluminense

Ele vai além em tom de brincadeira: “Sou Fluminense desde que nasci. Eu joguei no Fluminense, sou carioca, tenho um carinho (pelo clube), é a torcida mais charmosa que eu tive a oportunidade de conhecer, é o melhor time e é o que merece mesmo”, completou.

O apresentador André Rizek defendeu um tratamento melhor do veterano pela posição que tem hoje: “Eu queria falar um negócio: Romário é um dos maiores jogadores da história do futebol, mas hoje ele é um senador da República. Um senador da República falar: ‘quero que os argentinos se f****’. Sinceramente, Romário, na boa”, disse o comunicador para o Romário versão senador.

“A gente fica tão magoado com as cenas de racismo na Argentina, agora a gente vai ser racista com os argentinos? Generalizar o povo argentino dessa forma? Sinceramente, achei lamentável”, completou Rizek.

Dadá Favatto, filha do tetracampeão mundial em 1994, não gostou do posicionamento do jornalista da Globo e comento o episódio, no Twitter: “Ah, vai encher o saco de outro”, endereçou o recado.

O QUE OS FANÁTICOS ESTÃO FALANDO