Considerado o melhor zagueiro do elenco do Flamengo, Rodrigo Caio, de 28 anos de idade, segue sofrendo com lesões. O zagueiro, titular do time de Dorival Jr, não consegue uma grande sequência há um bom tempo, o que faz o Fla pensar em romper seu contrato diante das recentes sequências de lesões. 

Rodrigo Caio chegou ao Flamengo há alguns anos, por cerca de R$ 23 milhões, junto ao São Paulo, sob olhares negativos. Anos depois, de viver seu auge, em 2019, com as conquistas de Libertadores e Brasileirão, o grande zagueiro, com passagem pela seleção de Tite, pode estar de saída do Flamengo. 

Se recuperando, novamente, de lesão, dentro do Fla não há mais aquela grande expectativa do zagueiro conseguir retomar seu futebol. Seu último jogo foi diante do Corinthians, há alguns meses, em derrota, fora de casa, por 1 a 0, pelo Brasileirão. 

Diante disso, Rodrigo Caio pode ter que passar, novamente, por mais uma cirurgia, ficando, de vez, de fora da temporada. Neste caso, segundo informa fontes locais, o Flamengo pode começar a pensar em se desfazer do zagueiro, que tem um alto salário e não consegue, de nenhuma forma, ganhar uma boa sequência. 

Uma fonte, distante da matéria, afirma: "O Rodrigo Caio está próximo de completar um mês de lesão, mas ainda não tem prazo pré-estabelecido pelo departamento médico do Flamengo [para retornar]. Não está descartada uma nova cirurgia. Com isso, algumas pessoas internamente já começam até a cogitar a possibilidade de rescisão contratual. Se ele realmente tiver que fazer uma nova cirurgia, está sendo estudada uma rescisão contratual para 2023. Lembrando que o Flamengo quase renovou o contrato do Rodrigo Caio no início de 2022. A tendência é fazer uma nova cirurgia. Fazendo essa nova cirurgia, em 2023 o Flamengo vai conversar com o Rodrigo Caio e tentar pleitear uma rescisão", revela Miguel Julio. 

Futuro de Rodrigo Caio 

Se deixar o Fla, o futuro de Rodrigo Caio tende a ser assinar com outro clube brasileiro. No momento, não há interessados, mas com os recentes rumores, novos acontecimentos deverão acontecer até o final da temporada. Europa, neste momento, é um sonho distante.