A situação de Alef Manga

O atacante Alef Manga, que pertence ao Coritiba, se envolveu em polêmicas ao longo da temporada e recebeu uma dura punição. O jogador, de 28 anos, está punido pela Fifa por conta da manipulação de jogos.

Um dos destaques do Coxa nos primeiros meses da temporada, o atacante teve seu nome citado na Operação Penalidade Máxima II. O jogador também acabou recebendo uma punição do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) do Paraná.

Você quer ver Alef Manga com a camisa do Coritiba no futuro?

Você quer ver Alef Manga com a camisa do Coritiba no futuro?

0 PESSOAS JÁ VOTARAM

Logo que Alef Manga recebeu a primeira punição, o Coritiba agiu rápido. O clube paranaense emprestou o jogador para o Pafos FC. A passagem pela equipe do Chipre, no entanto, durou apenas seis partidas.

Já na reta final do mês de outubro, a Fifa tornou mudial a suspensão de Alef Manga. Diante deste cenário, o atacante, punido pelo STJD com 360 de banimento, ficou impossibilitado de atuar até mesmo fora do Brasil.

Coritiba toma decisão sobre Alef Manga

A diretoria do Coritiba tomou uma importante decisão sobre o caso e já informou a torcida através de uma nota nas redes sociais. O Coxa optou por suspender o contrato de trabalho de Alef Manga.

A decisão ocorre em razão da suspensão mundial imposta pela FIFA, o que impossibilita o atleta de treinar dentro das dependências do clube ou exercer qualquer atividade relacionada ao futebol durante o período da penalidade“, publicou.

O clube esclarece que o ato está respaldado pelo artigo 28, §7o, da Lei Pelé e pelo teor das cláusulas constantes do Contrato Especial de Trabalho Desportivo do Atleta“, acrescentou o Coritiba.

Na última segunda-feira (27), em entrevista coletiva, o CEO do Clube, Carlos Amodeo, informou que a direção estava realizando consulta junto a órgãos competentes para entender a data do término da punição. A tendência é que Alef Manga, que tem vínculo no Alto da Glória até o final de 2024, volte a jogar no próximo mês de agosto.

O que os fanáticos estão falando