A expectativa em torno da possível chegada de Carlo Ancelotti para treinar a seleção brasileira continua a gerar incerteza e preocupações. Diante desse cenário de espera, o comentarista Denílson avaliou de forma negativa a demora na definição do italiano.

Denílson critica a CBF

A demora na decisão de Carlo Ancelotti levou a CBF a optar por uma solução provisória, com Fernando Diniz assumindo o cargo de treinador interino da seleção. Enquanto a situação do italiano não é definida, a equipe nacional segue sob a incerteza sobre quem comandará a seleção nos próximos compromissos.

“É mais uma página de uma história mal contada. Desde o surgimento do nome do Ancelotti, vários jogadores que trabalharam com ele teceram elogios, treinador muito de grupo… Mas nenhum confirmava que o Ancelotti viria para a seleção brasileira. E aí quando você vê a declaração dele, que ele tá muito bem no Real Madrid, é mais uma vergonha pro futebol brasileiro”, opinou Denílson durante o “Jogo Aberto”, da Band.

Ancelotti no Real Madrid

Ancelotti tem contrato com o Real Madrid até a metade do próximo ano e mantém uma postura ambígua em suas declarações sobre o assunto. Essa indefinição tem gerado impaciência e preocupações entre os torcedores e os dirigentes da CBF, que desejam contar com o treinador a partir de junho, visando a preparação para a Copa América, que será realizada nos Estados Unidos.

Próximo jogo da seleção brasileira

Brasil e Uruguai se enfrentam nesta terça-feira, 17, às 21h, durante a quarta rodada das Eliminatórias da Copa do Mundo. A partida vai ocorrer no Estádio Centenário, em Montevidéu.

Os jogadores da seleção entram em campo sob pressão, após um desempenho decepcionante no jogo contra a Venezuela, que terminou com empate de 1 x 1.

Os torcedores e a CBF continuam ansiosos por uma resolução definitiva e aguardam com expectativa a confirmação ou não da vinda do renomado treinador italiano para liderar a seleção verde e amarela.