Seleção Brasileira

Os bastidores políticos da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) estão mais agitados do que nunca, com um processo judicial que ganhou destaque após a recente derrota da Seleção Brasileira para a Argentina.

O processo, que estava parado por mais de um ano e meio, voltou a tramitar no Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro e tem como pano de fundo uma série de disputas internas.

Ancelotti vai assumir o comando da Seleção Brasileira?

Ancelotti vai assumir o comando da Seleção Brasileira?

0 PESSOAS JÁ VOTARAM

O Ministério Público moveu a ação em 2018, questionando o estatuto da CBF por desacordo com a Lei Pelé, principalmente devido aos pesos diferentes atribuídos aos clubes nas votações para escolha dos presidentes. Em 2021, a Justiça anulou a eleição de Rogério Caboclo e determinou uma intervenção na entidade, que, porém, foi cassada logo em seguida.

Um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) foi assinado entre a CBF e o Ministério Público, modificando o estatuto e permitindo uma nova eleição. Ednaldo Rodrigues foi eleito formalmente em 2022, encerrando o processo na 1ª instância. Contudo, Gustavo Feijó, aliado de ex-presidentes banidos do futebol, contestou a decisão em 2ª instância, alegando irregularidades na homologação do TAC.

Afastamento de Ednaldo Rodrigues

Feijó busca anular o Termo de Ajustamento de Conduta, afastar Ednaldo Rodrigues e realizar uma nova eleição, propondo Rubens Lopes como interventor.

O recurso tramita na 21ª Câmara de Direito Privado do TJRJ, e após meses parado, o desembargador Luiz Umpierre de Mello Serra se declarou impedido, passando o caso para o desembargador Gabriel de Oliveira Zefiro, que já determinou o julgamento presencial.

Dentro da CBF, a gestão atual alega que ex-presidentes, Ricardo Teixeira e Marco Polo Del Nero, preparam um golpe para substituir Ednaldo Rodrigues por alguém de sua indicação, possivelmente Rubens Lopes.

O desfecho desse processo judicial pode ter implicações significativas para o futuro da entidade e do futebol brasileiro, afetando nas decisões futuras da equipe.

O que dizem os Fanáticos?