Briga contra o rebaixamento

Com o Brasileirão chegando ao fim, a batalha para evitar o rebaixamento está mais intensa do que nunca, e o Cruzeiro ganhou um respiro crucial ao derrotar o Fortaleza por 1 a 0.

Com a vitória a Raposa saiu da zona de rebaixamento, e Emerson Sheik, ex-atleta e comentarista, acredita que o time mineiro não corre mais riscos de queda.

O Cruzeiro vai escapar do rebaixamento?

O Cruzeiro vai escapar do rebaixamento?

0 PESSOAS JÁ VOTARAM

“Cruzeiro permanece na Série A depois dessa vitória. Agora acho que as chances de cair praticamente zera. Quer dizer, não zera, mas não cai mais. Acho que não cai mais, ganha moral. Tem um jogo a menos também”, opinou Sheik.

O Cruzeiro, agora em 16º lugar com 40 pontos, tem um jogo a menos em relação aos principais concorrentes, o que poderia proporcionar uma vantagem na tabela.

BRASIL x ARGENTINA: Onde assistir, retrospecto, arbitragem, escalações e mais

Ronaldo Fenômeno, proprietário da SAF da Raposa, expressou seu apoio após a vitória, destacando que o time ainda tem cinco batalhas pela frente.

“QUE GUERRA, QUE VITÓRIA! Faltam 5 batalhas pra dar o sangue e deixar tudo em campo, está nas nossas mãos! Vamos juntos! #FechadoComOCruzeiro”, disse Ronaldo Fenômeno.

A luta continua

Bruno Rodrigues, autor do gol da vitória sobre o Fortaleza, ressaltou a importância do entrosamento da equipe após uma viagem para Itu. Ele afirmou que o Cruzeiro continuará lutando até o final para evitar a situação de rebaixamento.

“A gente se fechou, essa viagem para Itu foi muito importante, a gente se fechou mais e entrosou mais. Faltam cinco rodadas, a gente pensa grande, mas não pode deixar a peteca cair. A gente vai lutar até o final, porque o Cruzeiro não pode estar nessa situação.Agora é descansar e pensar no Vasco”, disse Bruno Rodrigues.

Enquanto isso, o Fortaleza, vice-campeão da Sul-Americana, enfrenta uma situação desafiadora, pois não vence há oito partidas. O técnico Juan Pablo Vojvoda reconheceu o momento difícil e pediu o apoio da torcida, mas destacou a crença na recuperação.

O que os fanáticos estão pensando