Sport x Fortaleza extrapola limite das 4 linhas

Sport x Fortaleza terminou empatado em 1 a 1, na Arena Pernambuco, em jogo válido pela 4ª rodada da Copa do Nordeste. No entanto, o duelo extrapola os limites das quatro linhas.

A delegação do Tricolor foi atacada após o jogo e agora o Rubro-Negro está impedido de receber a própria torcida até que o STJD julgue o caso. Juan Pablo Vojvoda abriu o jogo sobre o assunto à Placar.

Sport tem que ser punido de forma severa?

Sport tem que ser punido de forma severa?

0 PESSOAS JÁ VOTARAM

“Escutei uma explosão muito forte, aí começaram os gritos. Foi uma pedra com uma bomba, que explodiu dentro do ônibus. A pedra acertou, poderia ter uma vítima fatal. Nesses cinco segundos, eu pensei em vítimas fatais”, conta.

O argentino sugere: “O único jeito de resolver são punições muito severas. Não é por um clube, ou por outro, mas muitas vezes tem que cortar o mal pela raiz”, completou o treinador do Leão do Pici.

Zagueiro do Fortaleza fica com vidro na panturrilha

O zagueiro Titi, um dos líderes do Fortaleza, ficou com um vidro na panturrilha e não pode passar por um procedimento como uma pessoa qualquer porque isso põe em jogo a carreira do defensor.

“Perdi seis jogadores por uma coisa que não foi dentro do campo, que foi fora do normal. O Titi tem um vidro na panturrilha. Bom, para uma pessoa que não joga futebol, você corta, abre, tira e recupera em dois meses”, sinaliza Vojvoda.

“Mas você não pode cortar em uma sala de emergência um jogador profissional para tirar um vidro, porque isso pode comprometer sua carreira. Não estamos em igualdade de condições, estamos em desvantagem”, finalizou.

O assunto é sério, requer rigor na avaliação e os culpados precisam ser punidos. Parece que o futebol vive uma bolha a parte e isso precisa ter um fim antes que a fatalidade seja comum na modalidade. Desta vez, o Fortaleza é a vítima.

O QUE DIZEM OS FANÁTICOS