Ala política acredita em possível venda do Botafogo

Há quem acredite que todo esse movimento que John Textor está causando em relação a possível manipulação de resultados não passa de uma cortina de fumaça para vender o Botafogo em breve.

A tese seria de que o empresário usará como justificativa que não é bem-vindo no Brasil e para isso precisa se afastar do futebol nacional para direcionar o negócio a outros países.

Acredita que o Botafogo possa ser vendido por Textor?

Acredita que o Botafogo possa ser vendido por Textor?

0 PESSOAS JÁ VOTARAM

“No mercado tem gente apostando que o Textor vai fazer isso tudo e depois dizer que precisa sair do Brasil, que vai vender o Botafogo, porque não é bem-vindo aqui… Como um empresário implode e cria suspeitas contra a própria indústria da qual ele participa? É muito fácil fazer diferente isso!”, aponta PVC.

“É só pegar as provas que ele disse que apresentaria em 30 dias, e vai completar 30 dias no dia 8, e levá-las ao Ministério Público de Goiás, que está investigando há 2 anos”, sugere o jornalista.

Textor pode estar entrando no Porto

Uma das linhas de raciocínio do mercado dá conta que o Porto seria a porta de entrada da Eagle Holding no futebol português. Paulo Vinícius Coelho também traz esses bastidores.

“O Textor trabalha alavancado, isso está claro, no Botafogo, no Lyon, fala-se que ele pode entrar no mercado português por meio do Porto”, sinaliza o comunicador.

“Adversários políticos do Textor especulam que ele poderia levantar isso tudo para dizer que vai vender o Botafogo e sair do Brasil. Isso vamos ter que ver no futuro”, analisa PVC.

John Textor comprou 90% das ações da SAF do Botafogo por R$ 400 milhões e assumiu dívidas que chegou na casa dos R$ 800 milhões. Em março, mais de 70% dos credores já haviam aceitado o termo de Recuperação Extrajudicial apresentado pelo Fogão. O prazo para quitar os débitos são 15 anos.

O QUE DIZEM OS FANÁTICOS