Barcelona quer atacante

O Barcelona espera retomar o caminho das conquistas após a chegada de Hansi Flick, mas sabe que, para isso, precisará investir em seu elenco. Isso porque, clubes como Real Madrid e Manchester City têm contratado estrelas e deixado os culés para trás.

Neste cenário, diversos jogadores têm sido ventilados no Barça, com grande parte deles, por influência de Flick, sendo alemães. Até aqui, Musiala, Wirtz e até mesmo Kimmich vêm sendo ventilados.

Não obstante, pensando no setor ofensivo, os planos do clube espanhol estão na Inglaterra, mais precisamente no Manchester United. Lá, Marcus Rashford surge como um dos principais alvos catalães.

Reforço direto do United?!

Inclusive, nesta terça-feira (18), o portal Caught OffSide, da Inglaterra, revelou que o Manchester United deu sinal verde para a saída de Rashford, desde que a proposta do Barça chegue a 60 milhões de euros.

Marcus Rashford celebrando gol pelo Manchester United. (Photo by Michael Regan/Getty Images)

Marcus Rashford celebrando gol pelo Manchester United. (Photo by Michael Regan/Getty Images)

Os Red Devils enxergam que o jogador de 26 anos está se desvalorizando e entendem que uma proposta nestes valores seria praticamente irrecusável. Trazendo para nossa realidade, para fechar com o centroavante, o time de Flick terá de gastar R$ 360,5 milhões.

O valor é considerado alto pelo Barcelona, que, inclusive, encerrou as tratativas por Dani Olmo após o RB Leipzig pedir um valor semelhante. Não obstante, negociações em prol da redução dos valores não estão descartadas.

Rashford seria um bom reforço para o Barcelona?

Rashford seria um bom reforço para o Barcelona?

0 PESSOAS JÁ VOTARAM

Marcus Rashford tem contrato com o United até junho de 2028 e, nesta temporada, somando seleção e clube, foram 48 jogos, nove gols e cinco assistências. Neste momento, ele está na Alemanha, onde disputa a Eurocopa com a Seleção Inglesa.

O que dizem os Fanáticos

Repercussão via Twitter

Repercussão via Twitter

Repercussão via Twitter

Repercussão via Twitter