Valores generosos

A final da Libertadores entre Boca Juniors e Fluminense teve fortes emoções, mas também prêmios generosos para a equipe de arbitragem. Os árbitros que apitaram a partida no icônico estádio do Maracanã foram recompensados com montantes significativos.

No total, a equipe de arbitragem receberá uma premiação que totaliza 92 mil dólares, o equivalente a cerca de 452 mil reais, pelo seu desempenho na partida decisiva.

fluminense campeão

O árbitro principal, Wilmar Roldán, encabeçará a lista de premiados, levando para casa um prêmio de 20 mil dólares, o que representa aproximadamente 98 mil reais.

Os assistentes e o árbitro de vídeo, Juan Lara, ocuparão o segundo lugar em termos de premiações. Cada um deles será agraciado com um prêmio de 16 mil dólares, o equivalente a cerca de 78 mil reais, pela sua atuação na partida.

E o VAR?

O quarto árbitro e os dois principais assistentes do VAR também serão recompensados de forma justa. Cada um deles receberá um prêmio de 8 mil dólares, o que representa aproximadamente 39 mil reais.

(Photo by Lucas Figueiredo/Getty Images)

(Photo by Lucas Figueiredo/Getty Images)

Veja abaixo:

  • Árbitro: Wilmar Roldan (COL) – 20 mil dólares
  • Árbitro assistente 1: Alexander Guzman (COL) – 16 mil dólares
  • Árbitro assistente 2: Dionisio Ruiz (COL) – 16 mil dólares
  • Quarto árbitro: Andres Rojas (COL) – 8 mil dólares
  • VAR: Juan Lara (CHI) – 16 mil dólares
  • AVAR 1: Angelo Hermosilla (CHI) – 8 mil dólares
  • AVAR 2: Edson Cisternas (CHI) – 8 mil dólares

Além de oferecerem uma justa compensação pelos serviços prestados, essas premiações reconhecem a dedicação e a qualidade do trabalho dos árbitros em um dos maiores eventos esportivos do mundo.

O que os Fanáticos estão falando?