Em meio à montagem do elenco para a temporada de 2022, o Atlético-MG está definindo a situação de alguns jogadores. Uma delas é a do volante Tchê Tchê, de 29 anos. Ele, que foi reserva durante boa parte do último Campeonato Brasileiro, tem contrato de empréstimo junto ao São Paulo até o fim de maio. Nesta sexta-feira (28), o diretor-executivo Rodrigo Caetano falou sobre o assunto, em entrevista ao site GE.

“Foi um jogador fundamental na nossa caminhada. A gente conta com ele por, no mínimo final do período. O empresário dele me questionou em dezembro. Não vamos abrir mão dos serviços dele até o fim do contrato, com possibilidade de conversar. Ainda vamos tomar a decisão mais à frente”, declarou o dirigente.

Ele ainda disse que vai avaliar todos os fatores até o momento de decidir se Tchê Tchê fica ou não: “Vamos avaliar situações até lá, custo, avaliação do treinador, por ser um investimento, valor representativo, vamos tomar decisão mais à frente. Tchê Tchê é uma grande figura humana. Se doa nos jogos, um menino surpreendente para todos, incorporou o espírito do Galo. Se sente bem aqui. Se teremos acordo para aquisição, mas até o fim ele vai ficar”.

Empresário de Tchê Tchê diz que o jogador está feliz no Atlético-MG

“Ele está muito feliz no Atlético, e o Rodrigo me disse que não libera. A última conversa que tive com ele foi em dezembro. A ideia era que ele ficasse, no mínimo, até o fim do Campeonato Mineiro. Não são valores baixos para o mercado brasileiro exercer a opção de compra. Mas será uma outra situação lá na frente”, declarou Nick Arcuri, em entrevista ao site GE.