Depois de quase dois anos de negociações, o Newcastle United, que disputa a Premier League, foi comprado por um fundo de investimentos da Arábia Saudita. O grupo é liderado por Mohamed Bin Salman, que possui uma fortuna que beira  a casa dos 400 bilhões de euros.

Com isso, a tendência é que o clube receba altos investimentos e volte aos tempos de glória. E, já para a janela de janeiro, de acordo com o próprio clube, um grande nome pode reforçar a equipe apesar de, no momento, a prioridade ser investimentos internos, como no CT, por exemplo.

E, de acordo com o portal Mundo Deportivo, o Newcastle não só observa um grande nome mas, sim, dois. De acordo com a fonte, o clube terá disponível, a partir do final desta temporada, cerca de 250 milhões de euros para gastar apenas com reforços, indo atrás de dois nomes da Juve.

Chiesa e De Ligt entram na mira do Newcastle

O primeiro deles é Federico Chiesa, que vem sendo o grande nome da equipe de Turim e sensação do futebol europeu desde a última Eurocopa. No entanto, a Juventus vem fazendo jogo duro para liberar o atacante, que soma 16 gols e 11 asisstências em 50 jogos com a camisa da equipe.

O outro nome e também da Juventus, é o ainda jovem zagueiro holandês Matthijs De Ligt. Este, inclusive, tem fortes chances de deixar a equipe, conforme já foi dito pelo próprio empresário do atleta, o famoso Mino Raiola.