Casares liga alerta para SAF no Brasil

O presidente Julio Casares conversou com o ex-jogadores Casagrande no Casão Pod Tudo, no YouTube, e abriu o jogo sobre o que pensa das Sociedades Anônimas de Futebol (SAF).

O executivo do São Paulo liga o alerta para o modelo no Brasil e destaca o que vem sendo feito pelo Botafogo, que teve muitas trocas de treinadores ao longo de 2023.

Aceitaria uma SAF no São Paulo?

Aceitaria uma SAF no São Paulo?

0 PESSOAS JÁ VOTARAM

“Os clubes, todos eles com grandeza, dentro de um sistema, construíram patrimônio. São Paulo, Corinthians, Flamengo, Palmeiras…”, iniciou Casares em seu raciocínio.

Ele vai além, mas com cautela: “Não digo que sou um defensor desse sistema e descarto a SAF, não, mas o São Paulo tem que observar isso com tranquilidade”, acrescentou.

SAF no São Paulo? Casares manda a real

Julio Casares dá a entender que, se for para vender ações do São Paulo para uma holding, não poderá aceitar o que é feito por John Textor no Botafogo, com negócios entre clubes do mesmo grupo.

“Dou o exemplo do Botafogo, que liderou o campeonato, é uma SAF, tem um grande empresário, só que no mesmo campeonato, trocou de técnico 5 vezes”, disparou.

O executivo aproveita para frisar que seria criticado se tivesse feito o mesmo: “Se somos nós (o São Paulo) que fazemos isso, os amadores, somos excomungados na rua”, comentou.

“Eu não posso fazer com que amanhã o São Paulo seja vendido, o cara pega meu jogador aqui, fica 6 meses, manda para outro time dele da Europa e depois manda para o México”, finalizou o presidente do Tricolor.

O QUE DIZEM OS FANÁTICOS